Matérias

[matéria][bigposts]

Entrevistas

[entrevista][bigposts]

Blog Moda Sertanejo

[blogdarádio][twocolumns]

Henrique e Juliano crescem 72% em streams na Deezer após o lançamento da música "Arranhão"


Henrique e Juliano despontam com mais um sucesso após bombarem em 2020 e "Arranhão" faz a dupla ter aumento gigantesco de streams na Deezer

"Implorei pra voltar / Não me manda embora / Sou preso na sua vida / Era só liberdade provisória".

Sentindo falta de Henrique e JulianoApós a novidade da última semana com um lançamento mais que especial, os fãs da dupla ganharam um bom motivo para comemorar em meio às polêmicas na gravação: para matar a saudade de quem estava sonhando com novidades dos artistas, eles lançaram seu mais novo hino. Intitulada "Arranhão", a faixa é o primeiro single do aguardado sétimo álbum da dupla e, após o final de semana de estreia da canção, a dupla apresentou um aumento de 72% no número de streaming na Deezer com a novidade.

Quando o assunto é quais cidades a população têm escutado mais os artistas, São Paulo concentra mais fãs de Henrique e Juliano, seguido por Belo Horizonte, Curitiba, Rio de Janeiro e Brasília. Em relação aos países que mais escutam, o Brasil fica em primeiro lugar, seguido dos Estados Unidos, Irlanda, Paraguai e França. A faixa etária que mais distribui streams para a dupla é a de 26 a 35 anos (44%), seguida de 18 a 25 anos (26%) e 36 a 45 anos (23%).

E quando se trata de sucessos, Henrique e Juliano arrasam em todos os sentidos e acumulam grandes hits. Além de "Liberdade Provisória", "Volta Por Baixo", "Na Hora da Raiva", "Cuida Bem Dela" e muito mais são sucessos do currículos da dupla sertaneja, que terminou 2020 como um dos artistas mais reproduzidos das plataformas. Já ouviu o "Arranhão" hoje? Clique aqui e confira o novo trabalho de Henrique & Juliano na Deezer!

Após críticas à dupla, Henrique faz desabafo em show


Durante a gravação do seu novo DVD no interior do Tocantins, o cantor Henrique, da dupla Henrique e Juliano, mandou um recado já prevendo críticas à realização do evento, já que a maioria dos estados brasileiros ainda enfrentam a fase de restrições.

Entre uma música e outra, Henrique desabafou sobre a paralisação dos trabalhos da classe artística: "Meu irmão, o nosso setor foi o primeiro a parar e tá sendo o último a voltar entendeu? Quem quiser reclamar, vem pegar os boletos aqui e pagar minhas contas".

Ele ainda tentou justificar a aglomeração causada citando outras organizações que costumam descumprir as recomendações. "A gente tá vivendo num país que tudo pode, pode manifestação da direita, pode manifestação da esquerda, pode a torcida de futebol aglomerar pra torcer pelo time, a única coisa que não pode é a gente fazer o trabalho honesto, vir aqui e a gente se divertir? Qual o sentido disso?", questionou enquanto seu comentário rendia aplausos da plateia.



 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

[Resenhamusical][twocolumns]