Matérias

[matéria][bigposts]

Entrevistas

[entrevista][bigposts]

Blog Moda Sertanejo

[blogdarádio][twocolumns]

[EXCLUSIVO] “Somos a nossa única chance”: Day & Lara falam sobre gestão da carreira e o lançamento do novo DVD


Em entrevista ao Rádio Moda Sertanejo, dupla dá detalhes do projeto “Respeita as Braba”, primeiro lançamento das artistas após assumirem o gerenciamento da carreira

Liberdade é a palavra que define a nova fase de Day & Lara. Com apenas cinco anos de estrada, a dupla decidiu tomar as rédeas e assumiram a gestão da carreira.

Talentosas, as cantoras trabalham muito além da música. Day fará sua estreia como atriz na série “Só Se For Por Amor”, da Netflix, que deve ser lançada ainda este ano, e já sonha com novos projetos do mundo da atuação.

As artistas também mostraram habilidades para a composição na produção “Rensga Hits”, do Globoplay, onde escreveram algumas faixas para a trilha sonora. A série ainda não possui previsão de estreia.

Todos esses projetos inspiraram as cantoras no DVD “Respeita as Braba”, que já demonstra no título toda a determinação da dupla. “Me Trata Como Ex” foi o primeiro single divulgado do registro e já está disponível nas plataformas digitais.

Na entrevista exclusiva que deram ao FestanejoDay & Lara falam sobre as expectativas para o novo projeto audiovisual, explicam porque decidiram assumir a gestão da carreira e contam mais sobre os trabalhos nas séries de TV.

“Me Trata Como Ex” é o primeiro lançamento do novo DVD “Respeita As Braba”. O que fez essa faixa ser escolhida para marcar a nova fase da dupla?

Day: “Me Trata Como Ex” fala muito da vida de muita gente. Todo mundo tem um(a) ex que termina, mas não larga, e que fica alimentando sentimentos mesmo depois de ter colocado ponto final. Eu já passei por isso e um basta pode ser difícil, mas é menos pior que aquela sensação de estar “solteiro namorando”. A história da música trás esse lado braba que nós mulheres temos.

 O nome “Respeita as Braba” é bem marcante. Como surgiu a ideia desse nome?

Lara: O nome surgiu primeiro por várias críticas: “elas são brabas demais, difíceis, indomáveis, decididas”, no primeiro momento ouvir isso nos incomodava, mas quando nos atentamos pra olhar o lado positivo, isso não era defeito, era simplesmente um jeito mais fácil de argumentarem pra não falarem que nós tínhamos, e temos, voz, que nós podemos ser e fazer o que quisermos, que nós mulheres podemos sonhar, planejar, decidir, opinar e cuidar da nossa carreira assim como cuidamos da nossa vida. O “Respeita as Braba” é por todos os nãos que tivemos e por tudo que já passamos que nos moldou para estarmos hoje na nossa melhor versão. Temos sempre que nos lembrar de respeitar a nossa história braba.

Qual a expectativa para o lançamento do novo DVD? Podem dar um spoiler?

Day: Estamos ansiosas para logo lançar mais músicas desse projeto que, em nossa opinião, foi o mais visceral de Day & Lara! Foram gravadas 13 músicas 100% autorais e inéditas, a primeira lançada foi a “Me Trata Como Ex”, mas no repertório tem moda pra quem ta sofrendo, pra quem quer dar a volta por cima, pros que querem curtir e beber e também pros apaixonados! Chamamos também nossos amigos Murilo Huff, Clayton & Romário, Israel Novaes e Felipe Araújo para participarem com a gente no DVD. Então aguardem que logo tá vindo mais lançamento brabo aí!

Planejam uma nova turnê com o novo repertório do DVD? Que locais querem visitar?

Lara: Com certeza! Inclusive já estamos projetando essa turnê. A nossa intenção é, como disse o poeta: “o artista vai onde o povo está” hehe, o Brasil é muito grande, ainda temos muitos lugares e cidades para conhecer. Subir no palco e fazer o que a gente ama é sempre gratificante, estamos ansiosas para levar o “Respeita as Braba” pros quatro cantos do Brasilzão.

Por que decidiram assumir a gestão da carreira de vocês?

Lara: Foi uma soma de fatores. A primeira delas foi que uma vez ouvimos essa frase: “nunca ninguém vai fazer melhor pra você do que você mesmo”, na hora duvidamos, a gente era muito de confiar em todo mundo que estava do nosso lado. Mas depois, vivendo na prática alguns momentos duros da vida, realmente a gente concordou e aprendeu com isso. Muitos podem sonhar seus sonhos até certo ponto, mas o limite, ou, o que vem depois dele, poucos suportam, poucos ficam. Empresários, investidores e escritórios podem sempre ter outros artistas e negócios, mas nós somos a nossa única chance, sem a Day não tem Day e Lara e vice-versa. Foi difícil cair essa ficha, mas foi necessário. Hoje gerimos nossa carreira, mas temos uma equipe, delegamos funções, ninguém faz nada sozinho, e tem sido incrível.


A Day é sobrinha de Zezé Di Camargo & Luciano. A carreira dos tios influenciou de alguma forma o trabalho de Day & Lara?

Day: Não influenciou, mas serviu de inspiração como tantos outros nomes do sertanejo. Sempre foi família família, negócios à parte, e o que recebi algumas vezes foram conselhos, conselhos que valem mais que dinheiro e/ou oportunidade.

Vocês se consideram dentro do movimento feminejo?

Day: Não gostamos muito de usar esse termo, porque na verdade os homens cantando sertanejo não é “machonejo”, mas nos consideramos sim. Hoje fazemos parte desta resiliência de mulheres brabas.

O que acham do novo sertanejo que tem conversado com outros gêneros, como o forró, por exemplo?

Lara: É sempre bom agregar e ser agregado, todos os ritmos têm sua verdade e seu público, e não é à toa que o sertanejo é um dos ritmos mais universais que temos atualmente. Temos essa facilidade em abrir espaço para outros segmentos, nos tornando um só. Isso é o mais legal. Por que não cantar sertanejo com pagode? Sertanejo com funk? Sertanejo com forró? O mundo é feito de conexões, a música também é.

Day & Lara farão parte de novos projetos do Globoplay e Netflix

Day fará sua estreia como atriz na série “Só Se For Por Amor”, na Netflix. Quais as expectativas para esse novo trabalho?

Day: As melhores, ansiosa e com muito frio na barriga pra ver como a galera vai receber a Suellen, que é a personagem da minha participação na série, e já estou aberta a outros convites (fica a dica kkkk).

Qual a diferença entre se expressar artisticamente na atuação e na música?

Day: Pra mim ambos estão muito conectados, na música a gente compõe a história, a narrativa, vive o personagem, representa, interpreta, o que na atuação também acontece. Claro que na música tenho mais prática. Na música é sempre a Dayane interpretando a história cantada, seja ela qual for. Já o desafio pra mim na atuação é não colocar tanto da Day, mas criar uma outra persona.

Lara, você também tem vontade de realizar um trabalho como atriz?

Lara: Confesso que não sou muito boa em atuar, apesar de já ter feito teatro quando mais nova, acredito que perdi a prática (rs), mas gosto de desafios, nunca digo nunca, arte, seja ela qual for, é instigante.

No mundo das séries, vocês também estarão presentes na trilha sonora de “Rensga Hits”, da Globoplay. O que podemos esperar desse projeto?

Day: Tivemos a honra de compor para essa série que o enredo também gira em torno de música, e que algumas cenas, inclusive, foram gravadas em Goiânia, nossa cidade e a capital do sertanejo. Foi desafiador escrever as letras em cima da história dos personagens, o público vai se conectar muito. Estamos ansiosas para logo vocês conhecerem nossas duas composições que estão na trilha sonora de “Rensga Hits”.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

[Resenhamusical][twocolumns]