Matérias

[matéria][bigposts]

Entrevistas

[entrevista][bigposts]

Blog Moda Sertanejo

[blogdarádio][twocolumns]

A Rádio Moda Sertanejo fez um levantamento dos artistas sertanejos que foram vítimas da Covid-19 e que vão deixar saudades no público

 A pandemia de Covid-19 mudou nossas vidas e infelizmente trouxe muitas notícias tristes para milhares de famílias brasileiras. Entre famosos sertanejos e anônimos, as mortes deixaram saudade e viraram pauta de grandes debates devido à volta de atividades presenciais, como shows e até comércios.

Diversos artistas brasileiros tiveram suas vidas perdidas pelo Coronavírus na pandemia, e no meio da música sertaneja houveram muitas perdas também. O Movimento Country fez um levantamento para saber alguns dos artistas sertanejos que foram vítimas da Covid-19 e vão deixar saudade.

Parrerito (Trio Parada Dura)

Eduardo Borges, conhecido como Parrerito, do famoso grupo Trio Parada Dura, foi um dos principais ícones da música sertaneja de todos os tempos. Ele morreu no dia 13 de setembro de 2020 em Belo Horizonte (MG). Após um mal súbito, teve complicações da doença e não resistiu. O sertanejo tinha 67 anos e era diabético, portanto pertencia ao grupo de risco da doença. A morte gerou comoção nacional e ele ganhou uma homenagem emocionante da dupla sertaneja Pedro e Paraná.

Matheus (Lucas e Matheus)

O cantor sertanejo Edilson da Silva Rodrigues, mais conhecido como Matheus, da dupla sertaneja paulista Lucas e Matheustinha feito uma viagem para Portugal, onde acabou contraindo o vírus e, após sintomas graves, veio a óbito no dia 22 de dezembro de 2020, em Presidente Prudente (SP). O cantor de 57 anos teve complicações causadas pela Covid-19 e não resistiu.

Paulo Sérgio (Paulo Sérgio e Santhiago)

Mais uma vítima da Covid-19, o cantor sertanejo Paulo Sérgio faleceu no dia 12 de março de 2021, em um dos piores picos da pandemia no país. O cantor, que fazia dupla com Santhiago, já estava com 75% do pulmão comprometido ao ser internado e veio a óbito deixando esposa e três filhos, um deles de apenas um mês.

Leo Marrone

Mais uma voz silenciada pelo Coronavírus, o cantor sertanejo Leozimar Rodrigues Cavalcante, mais conhecido por Leo Marrone, morreu no dia 12 de julho de 2020 em decorrência da Covid-19. O cantor era muito famoso nas dependências de sua terra natal e levava esse nome artístico pela sua semelhança com o parceiro de Bruno e virou destaque nos noticiários do país.


Diego Agenton (Bruno e Diego)


No dia 18 de março de 2021, aos 28 anos de idade, o cantor sertanejo Diego Argenton, da dupla Bruno e Diego, morreu de complicações da Covid-19 à espera de um leito, no interior do Paraná. O acontecimento gerou muita revolta em amantes da música sertaneja, que criticaram a falta de leitos no país e o descaso da população com a Covid-19. Na época, o sistema de saúde brasileiro enfrentava seu pior momento da história.

Kenneth (Os Meninos de Goiás)

Em decorrência da Covid-19, o cantor sertanejo goiano Kenneth Wallace, integrante do grupo “Meninos de Goiás”, veio a óbito também no mês de março, no dia 22, após 20 dias lutando contra o vírus. Os fãs do grupo faziam correntes de oração constantemente e certamente ele deixará saudades. Kenneth tinha apenas 34 anos de idade e aparentemente não era pertencente a nenhum grupo de risco.

Kleber (Kleber e Kaue)

A morte de um cantor sertanejo para a Covid-19 mais recente é a de Kleber Oliveira, da dupla sertaneja Kleber e Kaue, que faleceu no dia 05 de julho aos 37 anos de idade. Ele não tinha comorbidades e ficou quase 2 meses internado lutando pela vida no hospital, e deixou sua esposa e uma filha. Nas redes sociais, fãs e amigos lotaram seu perfil com comentários de pesar e homenagens ao cantor sertanejo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

[Resenhamusical][twocolumns]