Matérias

[matéria][bigposts]

Entrevistas

[entrevista][bigposts]

Blog Moda Sertanejo

[blogdarádio][twocolumns]

Marília Mendonça lança música com história de prostituta, um soco de direita cruzado no queixo


Marília Mendonça é conhecida por sua capacidade de falar diretamente de maneira clara e objetiva, principalmente com as mulheres. Em “Troca de Calçada” ela busca traduzir as dores de uma prostituta em meio ao preconceito e sentimentos. Composta em 2018, por ela Juliano Tchula e Vitor Ferrari. A faixa faz parte de um projeto de singles inéditos, gravados durante a última live feita  em 2020. “Troca de Calçada” será disponibilizada em todas as plataformas digitais de áudio e também no canal oficial da cantora no YouTube.

Essa música conta a história de uma prostituta. Acho que é uma das músicas mais fortes que eu tenho e eu me convenci a gravar por causa do Twitter, disse a cantora. E ela tem razão, letra forte e sofrência direcionada.  O apelo dos fãs veio quando Marilia divulgou no Twitter um trecho da faixa-guia de “Troca de Calçada”. Foi o suficiente para os fãs fazerem um mutirão pedindo para ela gravasse. A série de lançamentos inéditos foram compostas por ela e seus parceiros há alguns anos e gravadas durante a live que fez relembrando o início da carreira.

Neste projeto as capas de todos as faixas foram inspiradas em pinturas de artistas famosos e  hoje são de domínio público.  “Foi Por Conveniência”, primeira inédita lançada, retrata “Nighthawks” do artista norte-americano Edward Hopper, pintada em 1942. Já “Troca de Calçada” veio de um clássico de Vincent Van Gogh, “O Terraço do Café à Noite”, de 1888.

 


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

[Resenhamusical][twocolumns]